Páginas

domingo, 27 de setembro de 2015

Do Fundo Do Gavetão # 2 - Louca Paixão - Charlotte Lamb

Olá gente!!!

Mais um post Do Fundo do Gavetão, dessa vez com um livro da Charlotte Lamb, Louca Paixão.
Louca Paixão




LOUCA PAIXÃO - Charlotte Lamb
Tesouros Harlequin Ed. 6


“Eu o desejo”, pensava ela, mas no fundo estava arrasada.
Bianca estava aproveitando as primeiras férias após a morte de seu amado marido, três anos antes... Até conhecer Gil Marquez, o dono do hotel onde se hospedou. Ele despertou fortes sentimentos de desejo que nem ela sabia ser capaz de sentir. Então como poderia querer um homem com tal poder de sedução, e, ao mesmo tempo, ter certeza de que estava se apaixonando?




É pessoal... venho por este post compartilhar uma experiência de leitura, no mínimo, surreal, rs. 
 
Estava eu vasculhando algo pra ler, quando me deparei com esta pérola da literatura romântica... (perceberam a ironia, não é?? kkkkkkkkk). 

O nome do bendito, como consta acima, é Louca Paixão, da Charlotte Lamb. E este post se trata da versão republicada pela Harlequin, na coleção Tesouros Harlequin, que basicamente são republicações de livrinhos antigos de autoras notadamente conhecidas.

Finalmente, começei a ler... fui lendo, fui lendo, e simplesmente não conseguia acreditar... gente, que poooorreeeeee de livrooooooo!!!!!!!!!!!! 
 
Acho que só terminei de ler porque sou brasileira e não desisto nunca... vontade não me faltou de renegar a nacionalidade e voar com o livro pela janela!!!! kkkkkkkkkkkkkkk
 
A única coisa que gostei, foi o seguinte: a mocinha, Bianca, é uma viúva - o marido com quem foi casada por 20 anos morreu a 3 anos atrás -  e tem 40 anos, e o mocinho, Gil, tem 38. Um espanhol TDB, gostosão, rico, moreno, sensual de 38 anos (meu número, aliás, rsrs). Achei legal, diferente, e pensei que a estória poderia dar um caldo. Mas o caldo acabou entornando e as coisas de que gostei terminaram por aí mesmo... 
 
A mocinha não era uma mulher de 40 anos, parecia mais uma adolescente de 40 anos!!! A toda hora fazendo drama por causa da idade e por causa da diferença (nooosa, que diferença né??) de idade entre ela e o mocinho. Tudo bem, ela foi casada por 20 anos, e durante todo o livro ela fica dizendo como amou o marido, mas também ficava pensando em como o amor deles era morno, como o sexo era morno, tudo morno. Enfim, uma vida "banho maria". E o cara lá, arrastando um bonde por causa dela, fazendo todas as vontades dela, querendo fazer de tudo e mais um pouco com ela e ela... nada. Affff, porque não me cai um desses no meu colo na real life!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Além do mais, essa estória estava mais parecendo uma tragédia-samba-do-criolo-doido do que um livrinho de romance. A mocinha resolve passar as férias na numa praia na Espanha. Até aí tudo bem. Chegando lá, ela conhece o mocinho, que por acaso é dono do resort em que ela fica. Até aí tudo bem também. Só que é aí começa a enrolação e a maluquice, parecendo ter saído de uma viagem de êcstase com cola de sapateiro vencida da autora. 
 
A mocinha é assaltada, resolve reagir, acaba perseguida e salva pelo mocinho. Depois vai para a delegacia, pra fazer o reconhecimento MAIS SURREAL da história. E aqui eu PRECISO fazer um parêntese: se você fosse reconhecer um bandido e o policial pedisse pra você sair daquela salinha protegida e ENTRAR NA SALA ONDE ELE ESTÁ pra reconhecer cara a cara, face to face, você ia??? Não né? Pois é... só que a imbecil da mocinha FOIIIII!!! Desde quando que se faz reconhecimento assim minha gente??? Tudo bem que é livro, mas pelamor!! Pesquisa não ia fazer mal, né não???
 
Depois do "reconhecimento", ela passa a ser perseguida, pois como não tinham provas o cara é solto, e ela fica o livro inteiro naquele pique-esconde com o bandido. E, ao longo disso, fica se fazendo, não de difícil, mas sim de impossível com o mocinho, naquela enrolação de "agora-eu-quero", "agora-não-quero", "meu falecido marido", "minha idade", "sou uma senhora", "oh meu deus o que estou fazendo" e trálálá. Teve uma hora em que ela deixa o cara, literalmente, com o p*** na mão, que tive vontade de estapear essa mocinha sem noção!!!! Não ata nem desata, meus sais!!!!!
 
Aí acontece outra coisa surreal. O bandido descobre onde ela está hospedada, entra na suíte dela - isso porque o mocinho vive dizendo que o resort dele é suuuper seguro e que ninguém entra sem ser hóspede - enche ela de porrada, rasga as roupas dela e tenta estuprá-la. Deus me livre ter umas férias dessas!! Só tragédia e enrolação!!!!
 
Na hora em que o cara já tinha deixado ela seminua, amarrada e está abrindo o zíper, chega o mocinho pra salvar o dia. O bandido é preso dessa vez, e a mocinha nem sequer pode voltar pra casa, pois está com a cara toda inchada e não quer preocupar os filhos. Então tem de ficar mais uns dias no resort pra desinchar e se recuperar do trauma. 
 
E em todo esse tempo, o mocinho é um fofo com ela, cuida dela todo o tempo, dá carinho e tudo o mais... mas aí vem ela com aquela coisa de não poder aceitar o que está sentindo, que é luxúria e nada mais, tralalá minha idade, tralálá sou mais velha, tralálá minha idade de novo, e aquela ladainha que parece que não termina nuncaaaaaaaa!!!
 
Um dia, finalmente, ela percebe que pode estar sentindo algo mais forte pelo mocinho, e aí, o que a nossa mocinha faz?? O que? o que? O queeeeeeeeeeeeee? Ora, o que toda mocinha idiota faz: arruma as malas e foge!!!!!!
 
Bem, e o que todo mocinho espanhol, TDB, machão e mandão faz? Vai atrás dela, é claro!!! Chegando na casa dela, ele se apresenta pros filhos adolescentes, que ficam sem entender nadinha, convida ela pra sair, ela aceita depois de muuuito esforço, vai se arrumar, e aí pensei comigo: FINALMENTEEEEEEE, agora vai deslachar esse romance dessa mocinha imbecilóide com o mocinho gostosão!!!!!! Então ela sai do quarto toda arrumada, vai descendo as escadas, olhando pra ele, e aí.... TERMINA!!!!!!!!
 
É isso mesmo que vocês leram, o livro TERMINA ASSIMMMMMMM!!!!!!!
 
Eu fiquei parada, embasbacada, abismada, e muitos "adas" mais, olhando, sem acreditar. Resolvi olhar até por trás, pra ver se tinha mais alguma coisa... mas não tinha... era aquela b*sta de final mesmo - com o perdão do meu francês, mas não tem outro termo, rsrss. Aliás, o livro todo é, excuse moi, uma porcaria, nem sei o que esperava do final. Algum milagre, talvez, que acabou não acontecendo, rsrsrs. E sim, eu contei o final. Porque quando não gosto do livrinho eu sacaneio com ele mesmo!! kkkkk 
 
Em resumo: não recomendo esse livro de jeito nenhum!!! Mas sei que vai ter alguém que depois de tudo isso vai querer dar uma olhadinha no dito cujo... mas digo desde já que leia por sua conta e risco. Este livro pode causar problemas gástricos, dores de cabeça e incredulidade aguda!! kkkkk.


Beijos e até,

Gisele

Um comentário:

  1. Gi....estava super animada para ler....mesmo com a sua resenha kkkkkkkk mas o final é brochante, me recuso a ler um livrinho onde termina antes do encontro acontecer kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir