Páginas

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Top Listas da Prateleira # 1 - Mocinha Difícil, Mocinho Persistente!

Olá Gente!!!

Inaugurando a Top Listas da Prateleira com um tema que eu particularmente a-do-ro: mocinhas que fazem os mocinhos ralarem, insistirem e persistirem para conquistá-las!! rsrs.

Aliás, cá pra nós: quem não gosta né? Aquela coisa de cortejar, rodear, insistir, mostrar interesse.... que vamos combinar amigas, coisa bem rara hoje em dia hein? Difícil achar um homem interessado bastante pra ir seduzindo e tentando conquistar uma mulher aos poucos... do jeito que os homens andam com a política "Se quer, quer; não quer tem quem queira" tá até um desânimo. E tem que ficar sempre repetindo mantra "É paaaapeeeellll" pra não desiludir da vida, rsrsrs.

E segue também a edição que foi lida, pois algumas editoras estão republicando alguns títulos, e infelizmente algumas estórias estão sendo cortadas... que mania chata!!

Mas então, vamos lá sonhar... quer dizer, listar, na opinião da Prateleira, os melhores livrinhos contemporâneos na categoria "Hominhos de Papel insistentes e Persistentes". E lembrando que não estão em uma ordem, em particular. E ainda vai ter algumas atualizações, portanto fiquem ligados, rs.

Afinal, sonhar ainda não tá pagando coisa alguma... vamos aproveitar!! rsrs.

Espero que gostem!! E se quiserem, depois, deixem sua opinião!

Beijos e até,

Gisele




1. A FORÇA DA ATRAÇÃO - Helen Brooks 
Harlequin Jessica nº 90

Blossom não é o tipo de mulher que atrai solteiros ricos. Seu primeiro casamento terminou em seis meses... em uma véspera de Natal! Assim, quando o milionário empresário Zack Hamilton exige um encontro, ela decide não se envolver. Mas ele considera a timidez de Blossom um desafio, e, na verdade, está decidido a torná-la sua esposa!

Blossom é uma fotógrafa firme e independente que teve uma péssima experiência com o ex-marido. E bota péssima nisso. Um belo dia, ela chega em casa, e encontra um bilhete dizendo que ele a tinha deixado. Como se isso não bastasse, descobre que o cara raspou a conta conjunta deles - que tinha também uma herança que ela recebeu da avó. E como desgraça pouca é bobagem, ainda descobre que ele picou a mula com sua antiga colega de quarto - que ela sempre pensou que fosse O colega de quarto. E pra completar o quadro da fudelança, descobre ainda que eles nunca deixaram de se encontrar.
Depois dessa, Blossom quer distância de homens. Com razão, né, coitada? rs. para ela, a vida está boa como está: tranquila, previsível, voltada para o trabalho.
Até ela vai cuidar dos sobrinhos devido a sua irmã ter sido internada as pressas e dá de cara - literalmente - com Zak Hamilton, o empresário TDB, lindo, milionário, gostoso, maravilhoso, fodástico, confiante e determinado, chefe do marido da irmã, que vai na casa saber do empregado.
E a atração é instantânea. Contida da parte dela, descarada da parte dele. E aí começa uma campanha implacável do Zak para conquistar a Blossom. Só que, como todo TDB milionário, o cara tem fama de conquistador, que sai com uma mulher atrás da outra, e que não quer compromisso com nenhuma delas, o que deixa Blossom com todos os pés possíveis e imagináveis para atrás. Pra afastar ele, a mulher beira o brucutu. Até mesmo a irmã é contra a idéia, no começo. Só que ele tá sempre lá, insistindo. Um drinque, uma passeio, um jantar, umas flores, um presentinho... e assim vai, tentando seduzir ela aos poucos, mas sempre firme e constante. 
E aqui eu tenho que dar o braço a torcer pro Zak. Tinha horas que quis dar uma medalha de honra ao mérito pro cara, por tanta perseverança. Ele quer a mulher, então ele vai atrás, e insiste e persiste, patada atrás de patada. Por vezes, eu até fiquei com vontade de esganar a Blossom, porque o cara estava se esforçando tanto pra provar que podia confiar nele... aiai... que lindo! rsrs. Além do mais, ele também já teve suas dificuldades na vida, mas não fazia muito alarde delas. Pra ele, o que passou passou, e seguiu em frente.
No final, é claro que tudo dá certo... mas o cara sofre hein?! Mas é uma estória que vale a pena. Aviso que não é uma estória hot como as de hoje em dia, mas é muito romântica, e tem um lindo final. E pra quem quiser variar um pouco do erótico BSDM, onde dá até pra ver a descrição do útero da mocinha, recomendo muito para todos!
O que mais gostei desse livro em particular: Além de ver um cara tendo trabalho pra variar, gostei do fato da mocinha não ser uma parvinha de 20 anos. Já é uma mulher de 34 e dá um trabalho danado pro coitado do mocinho. E além disso, o mocinho tem 38, ou seja a diferença de idade é pouca. É bom ver livrinhos com mocinhas mais velhas pra variar, e pouca diferença de idade, e não quela coisa beirando a pedofilia, rs.

Frase tudo de bom do mocinho: - Você não está preparada para o que posso lhe fazer de bom. Eu posso lidar com a dor e a rejeição e fazê-las desaparecer com meu amor. Estou falando sobre amor. Entenda isso de uma vez por todas.


2. TOTALMENTE MULHER - Barbara Delinsky
Coleção Primeiros Sucessos Edição nº 18

Regra número 1: JAMAIS SE ENVOLVA.
Corinne Fremont sempre viveu de acordo com essa regra. Afinal, não tinha intenção de ser uma irresponsável ou descomprometida como seus pais. Jamais perdera o rumo, tanto em sua vida profissional quanto pessoal. Uma genuína mulher de negócios.Quer dizer, até ela receber uma proposta muito tentadora para ser recusada…
Regra número 2: JAMAIS RESISTA À TENTAÇÃO.
Corey Haraden conduzia sua vida do mesmo modo que fazia negócios: com muito entusiasmo. Corinne não era do tipo de mulher com quem ele sairia, mas ainda assim o intrigava. Motivo pelo qual ele ofereceu um trabalho que ela não poderia recusar. Ele queria mesmo deixá-la tentada...
Regra número 3: AS REGRAS FORAM FEITAS PARA SEREM QUEBRADAS.

Corinne é uma mocinha que viveu a vida inteira tentando controlar cada passo que dava. Isso porque seus pais eram o que podia se chamar de "espíritos livres". Pra eles, era tudo livre: vida livre, filhos livres... e inclusive, "perseguida" livre e p*nto livre também. Ou seja, a vida dos pais dela eram um samba do criolo doido de relacionamentos. Ora ficavam juntos, ora com outros parceiros... o que deixou Corinne determinada a não seguir a vida "dada" de seus pais e manter sua vida a mais controlada, tranquila e certinha possível. Sem relacionamentos intensos, tudo bem calmo e contido. 
Até que conhece o nosso intrépido mocinho Corey. Ele é um empresário bem suscedido, gostosão, milionário, e vivia a vida sempre animado, entusiasmado, até sendo um pouco desastrado... tudo o que Corinne abominava na sua vida. Ela o conhece na casa de seu patrão, que é amigo de longa data do Corey. Então, fica caído por ela. E ela foge dele bonito. Mas tudo isso só faz com que o interesse do cara aumente e ele comece a querer conquistá-la de qualquer jeito. E pra conseguir esse intento, depois de ouvir muitos não a suas propostas de sair, bola um plano de contratar os serviços da empresa de seu amigo e exige pra ele que ela cuide do trabalho. Que gracinha, rsrs.
Ele vai devagar, sutilmente, com carinho.... e ela resiste bravamente... resiste muito... resiste até demais. Porque ela desde o começo se encanta pelo jeitão estabanado do Corey mas como ele não se encaixa em sua vida controlada que criou para si, não admite isso nem por um decreto. Prefere deixar pra lá e ir tocando do jeito que está. Mas Corey já está fisgado e não vai aceitar um não como resposta de jeito nenhum. Por vezes, essa insistência chega a ser meio irritante, porque ele não tem pudor em usar o amigo descaradamente, e todas as armas ao seu alcance para sair com ela. Mas tenho que dar o braço a torcer pro cara: ele realmente quer a mulher, e vai atrás até conseguir.
O que mais gostei nesse livro: Outra mocinha mais velha. Corinne tem 30 anos. E tem mais um detalhe: ela é virgem!!! É, por conta de todos os problemas dela com os pais acho que ficou com medo da coisa. Mas enfim, ainda bem que apareceu o Corey no meio do caminho dela, rs.
Frase tudo de bom do mocinho: - Eu a amo Corinne - disse ele em tom de voz mais suave. Ergueu a mão para lhe tocar o rosto de leve - Quero que seja feliz. No momento, isso é mais importante para mim do que qualquer outra coisa. Estou disposto a esperar até que tenha certeza de seus sentimentos



3. ACASOS DO AMOR - Helen Brooks
Harlequin Jessica edição nº 84

O bilionário Harry Breedon nunca havia mostrado mais do que interesse profissional por sua secretária, Gina Leighton.
E por que deveria? Afinal, a ruiva simples e voluptuosa era bem diferente das louras altas e magras que viviam ao seu redor.
Mas o que Gina ignora é que Harry a notava havia tempos, principalmente suas curvas extremamente sensuais...e agora que Gina recebeu a oferta de outro emprego, ele terá de agir rápido.
O belo magnata está determinado a fazê-la ficar... mesmo que para isso tenha de torná-la sua esposa!

Gina é uma daquelas mocinhas confiáveis, prestativas fiéis... só que isso nunca a levou a nada. Especialmente no que diz respeito a seu objeto de desejo, Harry, filho do patrão. O cara era acostumados com mulheres esbeltas, tipo modelos, e ela diferente desses padrões, achava que nunca teria uma chance. Apesar de sempre ter sido apaixonada por Harry, nunca demonstrou, e ele também nunca se mostrou interessado nela além do lado profissional. Ele era um cínico, mulherengo com nenhuma intenção de um compromisso sério.
Então, após 11 anos trabalhando na empresa, ela resolve chutar o pau e dar uma guinada de 180 graus em sua vida. Aceita um emprego em Londres e decide começar uma nova fase e largar esse amor não correspondido por Harry para trás de uma vez por todas.
E justamente quando isso acontece, Harry ter coragem para encarar Gina com outros olhos. e começa a fazer de tudo para fazê-la ficar. Só que o mais engraçado é que ela inventa que está indo embora por causa de um homem misterioso, pelo qual é apaixonada e que a magoou. E ele nem desconfia que o tal homem é ele próprio!! rsrs. São hilárias as partes em que ele tenta convencer Gina de que esse homem é um imbecil, que ele não a merece, sem nem ao menos saber que está falando dele mesmo, rs.
E Harry até mesmo adotou três cachorrinhos, na intenção de convencer Gina a mudar de ideia... que fofo, rsrs.
E apesar de tudo, Harry não é um cínico mulherengo por esporte. Já foi casado, mas passou por um problemão com a tal da esposa, que traumatizaria qualquer um... e foi isso que o deixou com horror a compromisso, não aquela coisa dos mocinhos ogros de "mamãe-não-me-deu-colinho". Dessa vez achei que foi com razão. Até eu ficaria, depois dessa que ele passou, rs.
O que mais gostei nesse livro: Apesar de apaixonada, Gina não é besta. Afinal, é uma mulher de 32 anos, não dá pra ser parva a essa altura, rs. Ela sabe que é muito difícil o cara se comprometer, então resolve não mais alimentar esperanças. E é muito engraçado o jeito que ela mantém a farsa do "homem secreto" até o final do livro, deixando o pobre do Harry maluco! rsrs.
Frase tudo de bom do mocinho: - Se quer dizer somente amigos, então acho que ambos sabemos que isso nunca foi verdadeiro. Eu aprecio sua amizade, Gina, mas da minha parte, existe algo mais e não posso evitar. Eu a quis desde o primeiro momento que a vi.

REGRAS DA PAIXÃO
4. REGRAS DA PAIXÃO - Sara Craven
Harlequin Paixão Edição nº 32

Quando Cat conhece Liam Hargrave, ele proporciona a ela um encontro apaixonante e explosivo, uma experiência que ela nunca esquecerá...Só que Liam não é homem de se contentar com pouca coisa: ele não a quer apenas por uma noite. Por isso, bola um plano para conseguir com que se casem: Liam manterá Cat como amante até que ela aceite se casar com ele.

Cat nunca teve um bom exemplo na vida no que se dizia respeito a casamento e compromisso. Começando a lambança dentro de casa. Quando muito nova, seus pais, que não eram muito presentes mesmo, já haviam separado e se casado algumas vezes. E ao longo de sua vida não conheceu pessoas próximas com relacionamentos duradouros. O que só a foi deixando mais cínica quanto a qualquer tipo de compromisso, especialmente casamento, como qualquer mocinho ogro, rs.
Então ela conhece o mocinho da vez, Liam, no hotel onde estava hospedada e onde acontecia o casamento de sua prima. E, depois de um acontecimento engraçado, um pouco de relutância, um charminho, um truquezinho bem esperto pra fazê-la ficar no hotel, e um jantar, ela vai pra cama com ele... e tem a noite mais quente e alucinante que já teve em toda sua vida. O cara fez ela subir paredes, rodar no lustre, jogou ela na parede e chamou de lagartixa e outras coisas mais, enfim, foi hot, hot, hot. E o mais engraçado é que ela pensava que ele era o jardineiro do hotel... mas na verdade era o dono do hotel! E é claro que depois da noite ele quer continuar encontrando com ela, mas ela, por causa de sua fobia a compromissos, encarna um mocinho grego da Lynne Graham acaba fazendo uma proposta indecente ao Liam: Serem somente amantes, encontrando-se em algum lugar neutro, sem fazer perguntas sobre a vida um do outro e sem nenhuma obrigação. Afinal, ela viu muitos exemplos de como o casamento e compromisso por ser desastroso, e não quer isso pra ela de jeito nenhum.
A princípio Liam fica indignado e dá um sonoro não a ela. Mas depois ele muda de ideia e resolve fazer o jogo da Cat. No começo, ela acha incrível, excitante, emocionante... mas depois da primeira noite já não pensa mais assim. E tudo isso, na verdade, é parte de um plano muito bem elaborado de Liam pra fazer ela mudar de idéia.
Só que o tempo vai passando, e a Cat não quer ceder e enxergar o que ela realmente sente pelo Liam. E aqui a gente começa a se irritar com ela. Afinal, ela não queria anonimato e emoção? Depois acaba ficando magoadinha e zangadinha com o homi... afff.
E ela fica ainda mais acabada quando percebe que o Liam começa a sair com sua própria mãe... o que não acontece de verdade, mas a Cat não precisa saber né? rs. Até essa cabeça dura dar o braço a torcer vão páginas e mais páginas... a gente querendo pegar uma marreta e abrir a cabeça da criatura... vai ser medrosa assim lá nos quintos!! rsrsrs.
O que mais gostei nesse livro: O jeito como a Cat quer dar uma de independente e moderna, e acaba caindo do cavalo, rs. E acaba sofrendo as consequências das regras que ela mesma impôs pro arranjo dos dois. O melhor de tudo é que o Liam, apesar da cabeça dura dela, não desiste. Ele faz de tudo pra convencer a Cat, até força um pouco as coisas, mas entendi qe tinha de ser assim pro bem dos dois. Porque essa mulinha não ia ceder não se não fosse a paciência dele, rsrs.
Frase tudo de bom do mocinho: (Ele estava falando dela, e ela pensando que ele estava falando de sua mãe, depois dela oferecer a ele um sexo de despedida) - Obrigado - ele disse, educadamente, sem prazer nos olhos - Mas estranhamente, prometi a mim mesmo que quando encontrasse a mulher que queria como esposa eu a amaria e permaneceria fiel a ela para o resto da minha vida.

Bestseller Nova Cultural nº 10

Para ele é só um jogo de sedução?
Liz Jerome é especialista em relações públicas e não costuma misturar o lado profissional com o pessoal. Mas quando é contratada para recuperar a imagem de uma das companhias de Donovan Grant, percebe que é difícil não se deixar seduzir por aquele homem. 
Donovan ameaça seu mundo seguro e isolado, fazendo com que ela deseje coisas que jamais poderia ter. Porém, um segredo doloroso não a deixa confiar nele. O passado ainda está muito vivo em sua memória, e Liz não vai correr o risco de se magoar outra vez!

Lembrando que no caso desse livro, a melhor edição é essa da foto, pois a nova lançada pela Harlequin está completamente mutilada!!! Quase não reconheci a estória, que já tinha lido nessa edição da Nova Cultural. Ah, essas editoras pensam que enganam a gente, kkkkkkkkkk.
É, tenho de confessar... eu gosto de Barbara Delinsky, rs. Adoro os mocinhos e mocinhas reais dela, pessoas comuns, o que deixa a estória um pouco mais realista. Até mesmo os mocinhos ricos não são triliardários, donos do mundo. São milionários, que não saem esbanjando por aí. O que só nos faz sonhar ainda mais, pois os personagens são mais próximos de nós.
E no caso dessa mocinha, também acabamos nos solidarizando com a Liz. Os traumas que ela e seu irmão sofreram ainda criança são bem pesados, o que acabou com a sua auto estima completamente.  e ainda por cima, ainda tem que lidar como irmão, que sempre arruma alguma confusão pra ela o tirar.
Por isso ela duvida completamente quando o TDB Donovan aparece em sua vida e se mostra interessado nela. Afinal, ela lutou para criar uma vida segura e organizada para ela, portanto não está disposta a se arriscar a deixar ninguém perturbar sua paz, ou tentar alterar seu mundo. Nunca ousou em sonhar ter mais do que isso, porque nunca se achou merecedora de ter mais, nem que ia encontrar alguém que quisesse ter mais com ela.
Até conhecer o nosso mocinho intrépido, que contrata os serviços da agência de relações públicas onde Liz trabalha para cuidar de um problema causado por uma sabotagem nas suas empresas. Ele se mostra completamente interessado, e ela sem pestanejar dá um belo chega pra lá nele.
Só que para Donovan, ficar sem Liz não é uma opção. Ele consegue ver através da fachada de desinteresse e segurança dela e decide que vai conquistá-la de qualquer jeito. Ele insiste, persiste, não desiste e insiste mais um pouco. Quer porque quer fazer ela se abrir com ele,
E nem chegou a ser tão irritante essa resistência dela, pois afinal ela tem os seus motivos, que vamos saber no final, é claro. Passar pelas coisas que ela passou deixam traumas que não são tão fáceis de lidar, ou de se livrar. Liz acredita que não tem nada que possa atrair ou manter o interesse dele ou de homem algum, de tanto que sua auto estima foi quebrada. Mas Donovan está decido a provar que ela é perfeita para ele de qualquer jeito! rs.
Só não gostei da forma como ele acabou pressionando ela na parte final, achei meio besta, meio forçação de barra na estória. Pra mim ficou sem nexo com a estória e com o personagem. E a mulher vingativa que há em mim queria que ela tivesse sumido por uns belos meses só pra ele tomar na cara e aprender! rsrsrs. Mas, no final, o "choque" acabou dando certo e as coisas se arranjam. E Donovan acaba provando pra Liz que é um homem que se pode confiar e amar.
O que mais gostei nesse livro: Da independência e segurança da Liz. É uma mulher inteligente e interessante, que não se dá conta do quanto. Apesar dos traumas do seu passado, lutou e conseguiu criar uma vida estável e feliz pra ela mesma. E, como nos outros livros, os dois são pessoas vividas e maduras. O mocinho tem 40 e a mocinha por volta de 30. Adoro ver as "batalhas verbais" travadas pelos dois, rs. E Donovan tem um filho, e Liz, bem... pode-se imaginar que ela não tenha tido nenhum relacionamento, mas pelo menos não é parva, rs.
Frase tudo de bom do mocinho: - Eu cozinho, lavo roupa. Muito bem,contrato uma pessoa para fazer a limpeza, mas vivi sozinho tempo suficiente para saber que desejo mais do que uma casa escura e sem vida. Talvez eu seja um sonhador. Ainda não consegui encontrar uma mulher como essa. Que tal você Elisabeth? 
- Que tal eu, o quê?
- Quer partilhar minha casa escura e solitária?

6 comentários:

  1. Amei essa seleção, tb adoro esse tema, nada de mocinhas parvas e mocinhos q ralam mesmo pra conquistar. Já acompanhava seu blog, mas esse Top Listas da Prateleira me ganhou de vez, já estou ansiosa pelas próximas listas! Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ani,

      Obrigada pelos elogios, fico feliz por você ter gostado, rs.

      Esse também é meu tema preferido, adoro uma mocinha que dá trabalho pra ser conquistada. É bom ver esses mocinhos suares pra variar, não? rsrs.

      Se gostou, então fique ligada pois vai ter mais Top Listas chegando em breve! rs.

      Bjs e até,

      Gisele

      Excluir
  2. Estava eu procurando no google um romance- em que a mocinha na última página ouve um Eu Te Amoe e perdoa toas as humilhações, maltratos das outras 100 páginas- e encontrei esta lista. Já anotei todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro este tema Jane. Estou procurando mais para fazer uma nova lista, pois acho que é um tema que vale a pena, rs. Assim que tiver mais cheia, posto por aqui.

      Bjs e até,

      Gisele

      Excluir
  3. Obrigada pela lista. Ameiiii. Adoro esse tema. Estava cansada dos mesmos temas e de livros com mulheres tão submissas. O mais gostoso nos romances é a conquista, infelizmente não vemos mais nos livros atuais. Um que amo e não estava na lista é O Homem mais Sexy do mundo da Julie James, ele trás o mesmo tema. Super indico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro livros com esse tema, rs. Tem razão, a conquista que é o mais interessante em livros de romance pra mim, e está ficando bem difícil encontrar livros onde os mocinhos tem um pouco mais de trabalho, rs. Me interessei por sua indicação, vou dar uma olhada! Obrigada!

      Bjs e até,

      Gisele

      Excluir